Publicado em 05.05.2022

1. Os passageiros só podem pousar na Cidade do Cabo (CPT), Durban (DUR), Nelspruit (MQP) ou Joanesburgo: Lanseria International (HLA) e OR Tambo International (JNB).

2. Os passageiros que entram ou transitam pela África do Sul estão sujeitos a um teste de antígeno COVID-19 na chegada e à quarentena se o resultado do teste for positivo, se não tiverem:
– um teste PCR COVID-19 negativo feito no máximo 72 horas antes da partida do primeiro ponto de embarque; ou
– um teste de antígeno COVID-19 negativo feito no máximo 48 horas antes da partida do primeiro ponto de embarque; ou
– um certificado de vacinação COVID-19 mostrando que eles foram totalmente vacinados pelo menos 14 dias antes da chegada. As vacinas aceitas são: AstraZeneca (SK Bioscience), AstraZeneca (Vaxzevria), Covishield, Covovax, Janssen, Moderna (Spikevax), Nuvaxovid (Novavax), Pfizer-BioNTech (Comirnaty), Sinopharm (BIBP) e Sinovac; ou
– um teste PCR COVID-19 positivo feito pelo menos 11 dias e no máximo 89 dias antes da chegada, e um certificado de recuperação COVID-19.
– Isso não se aplica a passageiros menores de 12 anos.

3. Os passageiros devem preencher um “Questionário de Saúde do Viajante” no momento da chegada. O formulário pode ser encontrado em https://health.gov.za/covid19/assets/downloads/faq/ENTRY%20SCREENING%20THQ%202.pdf

4. Passageiros e tripulantes da companhia aérea estão sujeitos a exames médicos.

5. A tripulação da companhia aérea pode estar sujeita a um teste COVID-19 na chegada.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.