Publicado em 19.04.2022

1. Os passageiros que entram ou transitam pelos EUA devem ter um certificado de vacinação COVID-19 mostrando que foram totalmente vacinados pelo menos 15 dias (dia de vacinação + 14 dias) antes da chegada. Os detalhes do passageiro (por exemplo, nome e data de nascimento) na certidão devem coincidir com os indicados no documento de passaporte/viagem. As vacinas aceitas são:
– AstraZeneca (SK Bioscience), AstraZeneca (Vaxzevria), Covaxin, Covishield, Covovax, Janssen, Moderna (Spikevax), Nuvaxovid (Novavax), Pfizer-BioNTech (Comirnaty), Sinopharm (BIBP) e Sinovac. Uma combinação dessas vacinas é aceita se administrada com pelo menos 17 dias de intervalo. Mais detalhes podem ser encontrados em www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/travelers/international-travel-during-covid19.html
Isso não se aplica a:
– cidadãos dos EUA
– residentes dos EUA;
– passageiros menores de 18 anos;
– passageiros com carta emitida por um médico provando que o passageiro está medicamente incapaz de receber a vacina;
– passageiros com os seguintes vistos: A-1, A-2, C-2, C-3 (como funcionário do governo estrangeiro ou membro imediato da família de um funcionário), E-1 (como funcionário da TECRO ou TECO ou familiares próximos do empregado), G-1, G-2, G-3, G-4, OTAN-1 através da OTAN-4, ou OTAN-6 (ou buscando entrar como um não-imigrante em uma dessas classificações da OTAN);
– passageiros com carta convite ou outro documento oficial, emitido pelos EUA, por outro governo ou pelas Nações Unidas, viajando em serviço;
– nacionais do Afeganistão, Argélia, Angola, Armênia, Benim, Burkina Faso, Burundi, Camarões, Representante Centro-Africano, Chade, Congo, Congo (Dem. Rep.), Costa do Marfim, Djibuti, Egito, Etiópia, Gabão, Gâmbia, Gana, Guiné, Guiné-Bissau, Haiti, Iraque, Quênia, Kiribati, Libéria, Líbia, Madagascar, Malawi, Mali, Moçambique, Mianmar, Namíbia, Nicarágua, Níger, Nigéria, Papua Nova Guiné, Senegal, Serra Leoa, Salomão Isl.Somália, Tanzânia, Togo, Uganda, Vanuatu, Iêmen e Zâmbia, com visto emitido pelos EUA, excluindo vistos B -1 e B -2;
– membros das Forças Armadas dos EUA, seus cônjuges e filhos menores de 18 anos;
– marinheiros mercantes com um dos seguintes vistos: C, D, C1/D, B1, H ou L.
– Mais detalhes podem ser encontrados no Requerimento de Vacinação COVID-19 para Passageiros Aéreos | O CDC

2. Os passageiros que entram ou transitam pelos EUA devem ter um teste COVID-19 negativo feito no máximo 1 dia antes da partida do primeiro ponto de embarque. Os testes aceitos são: antígeno, NAAT, RT-LAMP, RT-PCR ou TMA.
– Isso não se aplica a:
– passageiros com menos de 2 anos;
– Militares dos EUA;
– passageiros com documentação de recuperação do COVID-19 na forma de:
– um teste COVID-19 positivo feito pelo menos 10 dias e no máximo 90 dias antes da partida do primeiro ponto de embarque; e
– uma carta emitida por uma autoridade sanitária informando que o passageiro foi liberado para viajar;
– até 30 de abril de 2022, cidadãos e residentes dos EUA e seus familiares que chegam da Bielorrússia, Fed russo e Ucrânia;
– até 11 de maio de 2022, cidadãos e residentes dos EUA e seus familiares que acompanham chegam de Xangai, China (Representante do Povo).
Mais informações podem ser encontradas em https://www.cdc.gov/quarantine/order-safe-travel.html

3. Os passageiros devem preencher um formulário de atestado antes da partida. O formulário pode ser encontrado em https://www.cdc.gov/quarantine/pdf/NCEZID-combined-disclosure-attestation-en-508.pdf
– Isso não se aplica a passageiros menores de 2 anos.

4. Os passageiros estão sujeitos às medidas COVID-19 estabelecidas pelo estado/território de seu destino final. Mais informações podem ser encontradas em www.cdc.gov/publichealthgateway/healthdirectories/healthdepartments.html

5. Os vistos DV emitidos em setembro de 2020 que expiraram são aceitos para entrada.

6. Os nacionais dos EUA podem entrar com passaporte vencido.
-Isso não se aplica a passaportes de emergência que devem ser válidos na chegada.

7. Os passageiros podem estar sujeitos a auto-isolamento ou auto-quarentena.
– Isso não se aplica a:
– passageiros com certificado de recuperação COVID-19 que comprove a recuperação nos últimos 90 dias;
– passageiros com certificado de vacinação COVID-19 mostrando que foram totalmente vacinados pelo menos 15 dias (dia de vacinação + 14 dias) antes da chegada. Os detalhes do passageiro (por exemplo, nome e data de nascimento) na certidão devem coincidir com os indicados no documento de passaporte/viagem.
As vacinas aceitas são:
– AstraZeneca (SK Bioscience), AstraZeneca (Vaxzevria), Covaxin, Covishield, Covovax, Janssen, Moderna (Spikevax), Nuvaxovid (Novavax), Pfizer-BioNTech (Comirnaty), Sinopharm (BIBP) e Sinovac. Uma combinação dessas vacinas é aceita se administrada com pelo menos 17 dias de intervalo. Mais detalhes podem ser encontrados em www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/travelers/international-travel-during-covid19.html

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.