Publicado em 17.05.2022

1. Os passageiros devem ter:
– um teste NAAT, PCR ou RT-PCR negativo feito no máximo 72 horas antes da partida do primeiro ponto de embarque; ou
– um teste de antígeno rápido COVID-19 negativo feito no máximo 24 horas antes da partida do primeiro ponto de embarque; ou
– um certificado de vacinação COVID-19 mostrando que foram totalmente vacinados pelo menos 14 dias e no máximo 270 dias antes da chegada; ou
– um certificado de vacinação COVID-19 mostrando que eles foram totalmente vacinados e receberam uma dose de reforço; ou
– um certificado de recuperação COVID-19 emitido pelo menos 11 dias e no máximo 180 dias antes da chegada.
As vacinas aceitas são: AstraZeneca (Vaxzevria), Covishield, Covovax, Fiocruz, Janssen, Moderna (Spikevax), Nuvaxovid (Novavax), Pfizer-BioNTech (Comirnaty) e R-Covi.
Para os passageiros que viajam diretamente para Açores em um voo internacional, os certificados de vacinação ou recuperação COVID-19 devem ser emitidos na Albânia, Andorra, Armênia, Benim, Cabo Verde, Taipei chinês, El Salvador, Geórgia, Israel, Islândia, Jordânia, Líbano, Liechtenstein, Moldávia (Rep.), Mônaco, Montenegro, Marrocos, Nova Zelândia, Macedônia do Norte (Rep.), Noruega, Panamá, San Marino, Sérvia, Cingapura, Suíça, Tailândia, Tunísia, Togo, Turquia, Ucrânia, Emirados Árabes Unidos, Reino Unido, Uruguai, Cidade do Vaticano (Santa Sé) ou um Estado-Membro da UE.
– Isso não se aplica a:
– passageiros menores de 12 anos;
– passageiros viajando para a Madeira.

2. Os passageiros que viajam para os Açores devem preencher um “Formulário de Saúde na chegada aos Açores” e um “Rascunho de declaração para viagens inter-ilhas” na chegada.

3. Os passageiros estão sujeitos à triagem médica.

4. As autorizações de residência emitidas por Portugal que tenham expirado em 24 de fevereiro de 2020 ou posteriores são consideradas válidas até 30 de junho de 2022.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.